Loading...

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

Carregando...

23 de abril de 2010

Poemas de Jorge de Lima

A garupa da vaca era palustre e bela

Jorge de Lima

Canto XV - Invenção de Orfeu

A garupa da vaca era palustre e bela,
uma penugem havia em seu queixo formoso;
e na fronte lunada onde ardia uma estrela
pairava um pensamento em constante repouso.

Esta a imagem da vaca, a mais pura e singela
que do fundo do sonho eu às vezes esposo
e confunde-se à noite à outra imagem daquela
que ama me amamentou e jaz no último pouso.

Escuto-lhe o mugido, era o meu acalanto,
e seu olhar tão doce inda sinto no meu:
o seio e o ubre natais irrigam-me em seus veios.

Confundo-os nessa ganga informe que é meu canto:
semblante e leite, a vaca e a mulher que me deu
o leite e a suavidade a manar de dois seios.


Essa infanta

Jorge de Lima

Essa infanta boreal era a defunta
em noturna pavana sempre ungida,
colorida de galos silenciosos,
extrema-ungida de óleos renovados.

Hoje é rosa distante prenunciada,
cujos cabelos de Altair são dela;
dela é a visão dos homens subterrâneos,
consolo como chuva desejada.

Tendo-a a insônia dos tempos despertado,
ontem houve enforcados, hoje guerras,
amanhã surgirão campos mais mortos.

Ó antípodas, ó pólos, somos trégua,
reconciliemo-nos na noite dessa
eterna infanta para sempre amada.


O poeta Jorge Mateus de Lima nasceu há 117 anos (23 de abril de 1893), na então Vila Nova da Imperatriz (hoje, União dos Palmares), no Estado de Alagoas.

14 comentários:

  1. É bom demais da conta.


    Há tempos não lia a palavra 'palustre'.

    abraços

    ResponderExcluir
  2. Ich Kenne Diesen Auch Autor, Seine Gedichte Sind sehr, sehr gut ...

    Herzlichst, Rachel

    ResponderExcluir
  3. Para mim, Jorge de Lima é um dos melhores poetas brasileiros. Muito bom lê-lo aqui, postado no dia do seu aniversário.

    ResponderExcluir
  4. Rachel, vielen Dank für Ihren Besuch, Glückwünsche für das Wissen Jorge de Lima und genießen seine Gedichte.

    Hugs,

    Iremar

    ResponderExcluir
  5. Janaína, Muito bom o seu reconhecimento a Jorge de Lima entre os melhores poetas brasileiros.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. In your honour and in the honour of wall the Writwrs and Poets, I published na ilustration.

    ResponderExcluir
  7. Oi..!! Gostaria de saber sua opinião sobre o assunto do puxa conversar la no meu blog!!
    quando puder da uma passadinha la..!!
    =) beijo!!!!

    ResponderExcluir
  8. Caro blogueiro,

    A vacina contra Influenza H1N1, vírus que já matou 1.632 brasileiros, está disponível nos postos de saúde pública de todo o Brasil para pessoas com maior risco de desenvolver a forma grave da doença. A vacina foi testada, é segura e já foi utilizada por mais de 300 países do Hemisfério Norte. Sábado, 24, começa mais uma etapa da campanha, voltada agora para a vacinação de idosos com doenças crônicas. No entanto, a população das outras etapas - jovens de 20 a 29 anos, grávidas, crianças maiores de 6 meses a menores de 2 anos e doentes crônicos com menos de 60 anos - ainda podem procurar os postos para se vacinar.


    Por isso, é muito importante contar com a sua colaboração! Você pode ajudar por meio de materiais que disponibilizamos especialmente para blogs.

    Para mais informações sobre como se tornar um parceiro, escreva para fernanda.scavacini@saude.gov.br

    Atenciosamente,
    Ministério da Saúde

    ResponderExcluir
  9. Lindos poemas!
    Não conhecia estes, mas são como outros, muito bons.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Parabéns (ou obrigado?) pelo blog.
    Não conhecia, caí aqui por acaso e estou gostando bastante da descoberta.
    Já me arrepiei com uma penca de poemas, hehehe.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. André, Agradeço pela visita e pelo seu gosto com os poemas postados neste Bestiário. Volte sempre!
    abraços

    ResponderExcluir
  12. Paula, como se vê, Jorge de Lima faz sua poesia inesgotável!
    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Cada poeta exprime de forma única. Esse daqui, não o conhecia, mas é inegável sua riqueza de vocabulário, surpreendente!
    Grata pela visita e pelo reconhecimento, me sinto lisonjeada de ter um seguidor cheio de títulos e cultura ilibada.
    Abraços e otima semana...

    ResponderExcluir
  14. Sylvia,
    Sou grato por sua visita e apreciação da poesia de Jorge de Lima e por sua generosidade no comentário.
    Parabéns por sua belíssima página!
    Abraços

    ResponderExcluir