Loading...

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

7 de outubro de 2009

Meus poemas

Saltimbanco

Iremar Marinho

No burburinho
cada um por si
vai costurando o mundo
que só de contrários se sustém.

Cada um vai fazendo suas contas
somando percalços
deduzindo alegrias
multiplicando desprezos.

No burburinho
cada um esbarra
na porta fechada de si mesmo.

No burburinho
quero passar com meu estandarte
expor estilhaços
calafetar rachaduras.

Estou sangrando
os pés calejados
as feridas expostas.

Aos trapos
minhas fissuras não comovem.

No burburinho
sou só um saltimbanco.

12 comentários:

  1. No burburinho Iremar...

    amei.. queridooo

    bjãoooooooo
    Lelli

    ResponderExcluir
  2. Querida Lelli,

    Que bom que você ama o nosso burburinho

    Beijos
    Iremar

    ResponderExcluir
  3. Seja bem vindo aos labirintos de minh'alma e sinta-se à vontade para expressar os seus sentimentos.
    A partir de agora acompanharei seus "burburinhos poéticos" de perto,pois o que aqui li nessa breve passagem muito me agradou. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Ei, Iremar, gostei, gostei. Grande poeta, grande poeta!

    Cicero Melo

    ResponderExcluir
  5. É um mundo meio louco, onde vivemos isolados em meio a multidões, onde o sofrimento alheio é alheio, não comove mais... Temos que encontrar caminhos no burburinho de nossa própria alma, deixá-la sonhadora para que não sucumba à indiferença do mundo...
    Gostei do poema, Iremar.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  6. Ianê,
    Os labirintos de sua alma são insondáveis e por isto mesmo belos. Acompanho sempre.
    Agradeço por apreciar meus "burburinhos" poéticos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Grande Poeta Cícero,

    Sempre brilhante,
    sempre irônico e sempre jocoso.
    Você é dos meus.

    Iremar

    ResponderExcluir
  8. Poeta Dulce,
    Seu comentário me emociona muito
    ao tocar na "indiferença do mundo".
    Seu blog é belíssimo! Parabéns!

    Iremar

    ResponderExcluir
  9. Seja bem vindo ao Pesponteando...

    abraços...Paula

    ResponderExcluir
  10. Paula,
    Que bonito, continuar,
    do modo que se pode continuar,
    sem desistir nunca.
    Vamos Pesponteando. Parabéns.
    Abraços,

    Iremar

    ResponderExcluir
  11. Passei aqui no seu espaço para retribuir a gentil visita.E andar por esta tua terra é encatador.
    Visite também: www.deboralyrio.blogspot.com
    Abraços Débora Lyrio

    ResponderExcluir
  12. Débora,
    Encantadora tua visita, encantador teu comentário sobre este Bestiário.
    Encantador o teu blog. Parabéns.
    Vamos nos seguir.
    Abraços,

    Iremar

    ResponderExcluir