Loading...

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

27 de dezembro de 2009

Poema de Natal

Carlos Pena Filho

- Sino, claro sino, tocas para quem?
- Para o Deus menino que de longe vem.

- Pois se o encontrares, traze-o ao meu amor.
- E o que lhe ofereces, velho pecador?

- Minha fé cansada, meu vinho, meu pão,
- Meu silêncio limpo, minha solidão.

PENA FILHO, Carlos. Livro Geral - Poemas, Recife, Ed. Liceu, 1999.

6 comentários:

  1. Bela escolha Iremar, eu acho este um dos mais belos poemas de Carlos Pena Filho!

    Feliz Ano Novo pra você!

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Caro Poeta Carlos Maia,
    O grande/saudoso Carlos Pena Filho
    sempre surpreendendo.
    Retribuo suas felicitações desejando 2010
    pleno de realizações pra você!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Muito boa a escolha do poema.

    Feliz ano novo, com muita paz e amor em seu coração.


    Tem selinho de presente pra você lá no blog. Passa lá.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Iremar, passei aqui para lhe deixar um abraço de Ano-Novo, com os votos de felicidades. E encontrei este lindo poema de Carlos Pena Filho, um dos meus poetas favoritos, obrigada.

    ResponderExcluir
  5. Muito grato a você, Janaína,
    por sua apreciação do grande Carlos Pena Filho.
    Retribuo as felicitações de Ano Novo!
    Um 2010 pleno de realizações para você!

    ResponderExcluir
  6. Ianê, sou grato por sua visita.
    Feliz 2010 para você. Vou na sua página
    buscar meu selinho de presente!
    Abraços

    ResponderExcluir