Loading...

Total de visualizações de página

Pesquisar este blog

21 de dezembro de 2009

Poema de Cícero Melo

Albedo

Cicero Melo

Apenas sou o que cala,
A cicatriz.
Um soco porco que estala
Pela raiz.

Eu sou aquele que entala
Pelo nariz
O vinho tinto da bala,
Escrava, atriz.

Eu sou o falo da fala,
O meretriz.

(Recife, 21 de dezembro de 2009)

4 comentários:

  1. OLá!
    depois de algum tempo afastado, passando para te visitar, te ler e desejar um final de ano repleto de paz e alegria!

    Que 2010 seja um ano primoroso e cheio de venturas... que possam se tornar possíveis todas as tuas aspirações.

    GRANDE E FORTE ABRAÇO! LINDAS FESTAS!


    daufen bach.

    ResponderExcluir
  2. Iremar um excelente natal para você e toda sua família

    Abraços

    Mário Augusto

    ResponderExcluir
  3. Olá, daufen,

    Suas visitas são sempre salutares.
    Agradeço e te envio felicitações
    de Natal!

    Iremar

    ResponderExcluir
  4. Caro Mário Augusto,

    Retribuo suas felicitações de Natal e agradeço sua visita, que é sempre uma satisfação para mim e para este Bestiário.

    Abraços,

    Iremar Marinho

    ResponderExcluir